Kundalini Yoga e o som celestial dos mantras que abrem a nossa comunicação com nosso Ser

O som é uma parte fundamental numa aula de Kundalini Yoga e, confesso, foi o que me encantou quando fiz minha primeira prática. Já conhecia e praticava Hatha Yoga, mas, ao ouvir o som de Ardas, da Crimson Collection, a harpa e a voz pareciam me levar a um reino celestial de paz e harmonia (eu estava precisando muito deste espaço e ele estava disponível ali, no momento, e na Terra!).

 

Mais tarde um pouco, fui convidada para uma Sadhana, a nossa disciplina matinal - uma experiência muito nova e com um surpreendente horário para a minha rotina de então: 4:30h da manhã. Muitos pensamentos afloraram, resistindo na manutenção dos velhos padrões, mas assim mesmo fui (minha alma deve ter tido uma grande parcela de responsabilidade nesta decisão). E, na sadhana, ao ouvir e cantar os mantras, na quietude do dia que nascia, uma onda amorosa foi abrindo o meu coração. Os mantras, especialmente o Sat Siri Siri Akal, ressoaram em minha mente por todo o dia e, neste momento, eu tive a certeza de que havia encontrado a tecnologia que me conduziria ao desenvolvimento espiritual.

 

O som dos mantras encanta, alimenta nossa alma, mas, além disto, tem uma importante função sobre a mente, alterando a neuroquímica do cérebro, influenciando o hipotálamo, mudando o nosso humor e tirando a negatividade. Eles potencializam o efeito da prática de Kundalini Yoga, acelerando o processo de transformação interna.

 

Os mantras são recebidos pelos sábios e santos em estado de meditação profunda e, quando os repetimos, eles nos levam aos mesmos estados vibracionais de elevada consciência. Eles são uma maravilhosa tecnologia, à nossa disposição, para equilibrar e aquietar a mente ou para trazer harmonia aos ambientes internos e externos.

 

Nas aulas de Kundalini Yoga, eles são usados também nas meditações - fornecendo a linha guia para a manutenção da concentração da mente, no relaxamento e, muitas vezes, como parte integrante do kriya.

 

Quando entramos em sintonia com a vibração elevada dos mantras, o coração se abre e a nossa alma tem a oportunidade de manifestar-se, revelando quem somos em realidade. E, então, guiados pelo farol que brilha no centro de nosso ser, seguimos alinhados com nosso destino e, quando estamos alinhados com nosso destino, estamos no caminho dhármico que leva à felicidade.

 

Please reload

Posts em destaque

Tratamento da Insônia - Plantas Medicinais

27/03/2018

1/6
Please reload

Posts recentes