O Segredo das Meditações para Prosperidade

 O Segredo das Meditações para a Prosperidade
MSS Gurucharan Singh Khalsa
Fonte: Prosperity Paths – outubro/2000
Tradução: Guru Suroop Kaur

 

     Uma jovem, com um belo sorriso, veio para uma tarde de meditação. No final da aula, quando usualmente discutimos as perguntas dos alunos, ela, fazendo brilhar seus inocentes olhos azuis, lançou uma pergunta que deixou todo o pequeno grupo em silêncio.Ela disse: “fiz oito shadanas de 40 dias para a prosperidade. Sete delas com meditações de 31 minutos e a última, com o tempo de 62 minutos.Eu gostei de fazê-las e não as interrompi por nenhum dia. Há alguma outra meditação ou kriya
que eu possa fazer para que as coisas funcionem?


     Todos na sala, ou moveram a cabeça, ou se aproximaram para ouvir a resposta. Como venho ensinando há 31 anos, alguns alunos pensam que eu tenho algum kriya secreto, especial, que não foi publicado, que poderia abrir as comportas da prosperidade e que possa trazer resultado para os seus esforços de desenvolver a consciência de nobreza, dignidade e sucesso.


     A jovem franziu a testa e disse com toda a sinceridade: “Sei que as meditações funcionam, pois posso sentir seu impacto de tempos em tempos, mas não posso manter seus efeitos em minhas células. Sinto a mudança, mas ela se esvai como um sonho. Como fazer para manter a prosperidade como uma coisa real e duradoura?


     Todos os olhos voltaram para mim. Eu tinha de dizer algo sábio, prático e verdadeiro.
Felizmente, a voz de Yogi Bhajan se fez escutar em meus ouvidos. E, de uma forma rápida e certa, como um relâmpago, suas palavras deram-me a resposta.


     O problema é muito simples. As meditações para prosperidade criam uma maneira de ser que, automaticamente, sincroniza nossa mente e nossas ações com o fluxo de prosperidade dado por Deus, nosso Espírito Infinito. Para que ela permaneça, não deseje nada. Não deseje nada e seja grato por todas as coisas.E, então, como uma inesperada chama, você brilhará na noite.Você se transformará num farol, atraindo o seu destino. Você enxergará o que fazer a cada passo.


     Quando me recordei destas palavras, compreendi, de forma profunda, visceral, que a
prosperidade vem como uma música, fácil e cheia de ritmos, movendo as células e fazendo as mãos e pés dançarem melodias em sua vida.


     A meditação ajusta a sua mente, não o mundo. A mente é o veículo para a alma utilizar o corpo prânico, com o objetivo de manifestar e expressar as coisas. É como um carro. O carro é um veículo. Se tiver o melhor carro do mundo, com todo o conforto e facilidades, mas colocar nele um combustível de baixa qualidade, pode ser que ele tenha um bom desempenho, no início, mas, com o tempo, seu desempenho cairá. Ele começará a soltar fumaça e o seu motor se danificará e, ainda, deixará um rastro de poluição, por onde for.


     Sua mente tem necessidade de um bom combustível para trabalhar bem. Se você a coloca nos desejos, nos medos, na culpa, na expectativa de necessidades, ela vai lhe trazer poluição. Seu veículo da prosperidade enguiça, afoga, salta sobre as oportunidades.


     Ela funciona bem com o combustível do coração: sem medo, com gratidão, inocência,
comprometimento, contentamento, abertura e alegria. Sem cultivar estas qualidades nas meditações, mesmo o melhor veículo parará. Meditar com a cabeça cheia de conflitos de escassez, necessidades e desejos não tem efetividade. Por isto, as escrituras dizem que você tem que usar o coração para ver. É a sabedoria do coração que direciona a inteligência da cabeça. Precisamos de uma disciplina e uma fórmula que una o coração e a mente, para que possamos incorporar a prosperidade em nossas ações, em nossas células e em nossos relacionamentos.


     O Mulmantra é o alicerce ou o mantra raiz. Afirma-se que ele é como uma semente, ele contém a essência de todas as coisas que virão a seguir. Guru Nanak nos deu este mantra: Ek Ong Kar, Sat Nam, Karta Purakh, Nirbhao, Nirvair, Akal Moorit, Ajunee, Saibhung, Gurprasad, Jap Ad Such, Jugad Such, Haibhee Such, Nanak Hosee Bhee Such. Ele nos ensina como conseguir isto em três passos distintos, com as qualidades: nirbhao (sem medo), nirvair (sem desejo de vingança ou culpa) e akal moorit ( imagem do Infinito). Primeiro: sem medo você está aberto, flexível e capaz ver o que é real antes que as sombras do medo tragam as distorções. Segundo: sem culpa ou desejo de vingança, você assume a responsabilidade de expressar o seu espírito e de estar comprometido com seu Dharma. Terceiro: projetar-se na imagem de imortalidade do Espírito Infinito, fará com que sinta a conexão com todas as coisas e aceite com simplicidade a imprevisível vida relacional. Estas três condições ocorrem antes que você complete saibhung e leia Jap, para repetir a parte final do Mulmantra: Ad such, jugad such, Haibhee such, Nanak Hosee Bhee Such – para elevar a Kundalini e deixar fluir a prosperidade.

 

     Por que saltamos estes passos preparatórios? Por que não nos curvamos e pedimos, nesta postura interior, com a meditação que praticamos? Porque é difícil enxergar através da cortina criada por nosso ego individual. Nosso apego ao que queremos, ao medo e às necessidades enfraquecem alguma parte de nossa mente. A única maneira é ouvir as palavras do Guru. Ao dizer e escutar os mantras e os shabads do Gurbani, podemos nos livrar de nossos karmas.


     É um trabalho difícil, mas pode ser feito numa simples reverência. A boa vontade de confiar em nosso próprio espírito é uma virtude que, muitas vezes, negligenciamos. É como se todo o poder estivesse fora de nosso ser, mas o poder interno vem quando saímos do caminho. Por isto iniciamos cada kriya de yoga com um canto – Ong Namo Gurudev Namo. A devoção e a disciplina são as mãos esquerda e direita da prosperidade. A meditação, combinada com a atitude correta, leva à elevação.


     Yogi Bhajan nos ensinou esta afirmação para que deixássemos ir os velhos apegos, abrindo-nos para o fluxo da prosperidade nesta Nova Era. Repita-a. Cante, não apenas fale. Ouça profundamente, não apenas escute. Sinta-a com todos os sentidos, não apenas a imagine. Seja completo, como uma semente, desde o primeiro momento que você planta estas palavras em sua mente. Deixe sua vida expressar esta semente, enquanto floresce e prospera. Cultive alegria e gratidão e não desejo ou censura.


Meditação para Reafirmar sua identidade e sua prosperidade


     Sente-se com a coluna reta e equilibrada. Coloque a palma da mão esquerda sobre o centro do coração, no meio do peito. Coloque a mão direita na lateral, ao nível dos ombros, com os dedos fechados, exceto os indicadores, que apontam para cima, em direção ao céu. A parte superior do braço está relaxada junto ao corpo. Olhe para baixo, em direção à ponta do nariz. Repita estas afirmações:


Me within me is Reality
Me within me is Beauty
Me within me is Grace
I hold this Space.


     Observe como se sente após 11 minutos. Esta meditação o coloca num espaço que dispara o efeito de todas as outras meditações. Ela fará isto por você. Dará uma direção para que a mente e o coração trabalhem juntos, para abrir a porta de seu espírito. É como viver na Terra. A gravidade está sempre presente nos dando esta experiência de viver na Terra. Mas, precisamos trabalhar a claridade enquanto estivermos vivos e nos movendo. Use esta afirmação para tornar-se leve, para se desfazer dos medos e desejos e para projetar seu Ser , como um ser humano plenamente sensível dentro da Era de Aquário.


Gurucharan Singh Khalsa, Ph.D.
Apresentador, autor, consultor de negócios, psicoterapeuta e pesquisador.
Gurucharan é um homem da Renascença que conhece a ciência e a poesia do corpo, mente e espírito. Ele tem buscado a verdade, incansavelmente, através dos reinos da ciência física e da iluminação espiritual. Sua realização vem de estudar aos pés de seu mestre, Yogi Bhajan.

culinária terapêutica

Please reload

Posts em destaque