Mulher: a Ashtabhuja

04/03/2018

Fonte: www.3ho.org – Yogic Living – março.2018
Tradução: Guru Suroop Kaur
    Um dos arquétipos mais poderosos que Yogi Bhajan compartilhou em suas palestras foi o da Ashtabhuja. 
    A Ashtabhuja é o arquétipo da mulher como Deusa. Ela representa receptividade, calor e seu corpo brilha com uma radiância, semelhante ao brilho do sol. Ele tem ashta - oito, bhuja - braços.
    Em suas sete mãos, ela segura símbolos poderosos: um arco e uma flecha, representando sabedoria e consciência; o lótus que é o símbolo do feminino, um disco que é como uma roda de água que, quando esvazia, derrama em direção à criação; um cetro que, quando é lançado, é como um dardo luminoso para dissipar a negatividade ou adversidade; e um jarro do néctar divino da vida. Sua oitava mão segura um mala, ou contas para oração, que dão os oito Siddhis ou poderes espirituais e os nove Nidhis ou tesouros.  
    "Mãe abençoada, a Ashtabhuja, a jananee, a divina, cuidadora e nutridora, a fonte de toda afeição, amor e coragem, o símbolo da divindade, dignidade e graça, realidade entre as não realidades, poder entre toda a impotência e luz contra toda a escuridão. Ela tem oito mãos e cavalga sobre um tigre de Bengala.”  
-Yogi Bhajan
    Eu sempre tive curiosidade por esta Deusa do Universo. Ela sempre conversava comigo e eu sentia o poder dela todo o tempo cada vez que eu, apenas, falava seu nome.
    Que ela viva dentro de cada mulher. Isto se tornou a minha oração. Eu sabia que Yogi Bhajan estava pedindo a cada mulher, não que venerasse a Ashtabhuja, mas que a incorporasse.
    De onde veio este arquétipo? Qual a sua origem? 
    Há uma fábula Hindu em que um demônio orou por anos para ter o poder da imortalidade. Brahma o abençou com este poder e lhe deu o presente da imortalidade. Ele ganhou o poder e, então, começou a matar e destruir o mundo através da dominância e controle. Ele não parava nisto, pois tinha o desejo de também ter poder sobre os Deuses. 
    Para combater este demônio, os Deuses criaram uma bela incorporação do feminino, a Divina Mãe. Cada um dos Deuses deu a ela sua arma mais poderosa, colocando-as em suas mãos. Ela não tinha somente o poder dos Deuses, que estavam em suas mãos, mas também cavalgava sobre um tigre. 
    Quando ela derrotou o demônio, uma espantosa mudança ocorreu. É dito que, então, houve paz na Terra. O céu se tornou brilhante com a luz do sol. Os rios fluíram livremente e os que habitavam a Terra dançaram e cantaram suas mais doces canções novamente. Ela fez uma promessa de nutrir o mundo com vegetação farta e que ela ela protegeria e salvaria aqueles que a venerassem. O poder dela é magnífico.
    "Glorifique a si mesma. Você nasceu para comandar. Este é o papel da Criação. Você é ashtabhuja bhagautee. Você é a doadora, o nascer das oito facetas: quatro lados, o topo, a base , o tempo e o espaço – oito. Você foi e sempre será e é o único modo que isto é."-Yogi Bhajan 
    Minha oração neste dia e sempre é que, como mulheres, possamos incorporar este ser divino através de nossas ações, palavras e pensamentos. E deixar que estas palavras de Yogi Bhajan ressoem em nossos corações e espíritos da mesma forma que ele glorifica nosso verdadeiro poder como uma mulher.
    Ele descreveu os atributos de Ashtabhuja em seu belo poema:


Mulher: A Ashtabhuja  (Um poema de Yogi Bhajan)


    Minha mulher é bela. Ela tem oito mãos. Ela cavalga sobre um tigre – mulher régia e bela. Eu a vejo e eu a amo.
    Quando eu estou com uma mulher, quero que ela caminhe a minha frente. Porque eu aprendi com minha mulher, ela caminha a minha frente.
    Em sua realeza, em sua dignidade, em sua graça imperial, ela é a mais poderosa das poderosas. Ela é a majestade da majestade. Ela é a única graça ante a qual Deus Todo Poderoso se inclina..
    Para quem nós dizemos, ‘Pritam Bhagauti simar kai Guru Nanak lain dhiae…’
    Ela é Ashtabhuja, a Deusa do Universo, Conquistadora de Tudo, a Mais Poderosa, a Mais Bela, a Mais Abençoada, a Mais Infinita.
    Ela cavalga sobre a fera, em Majestade e Dignidade, em tal identidade esplendorosa que o mundo inteiro sente como uma fresca respiração da vida.
    Sua simples presença é a Totalidade da Totalidade de Deus – Ela é a Santidade.
© The Teachings of Yogi Bhajan


    Pritpal Kaur is a KRI-certified Lead Teacher-Trainer. She studied at the feet of Yogi and Spiritual Master, Yogi Bhajan, for over 35 years and has dedicated much of her life to sharing the teachings of Yogi Bhajan and the 3HO Lifestyle around the world. Along with being a KRI Lead Trainer, she is also a Sat Nam Rasayan Yogic Healer, an E-RYT 500 with Yoga Alliance, Spiritual Life Coach and the creator of “Excel and Celebrate,” a transformational program for women. Pritpal currently serves as CEO of 3HO Foundation International. She lives in New Mexico with her husband, Pritpal Singh.

 

culinária terapêutica

Please reload

Posts em destaque

Tratamento da Insônia - Plantas Medicinais

27/03/2018

1/6