Só um dia para a mulher?

 

 

Por Guru Suroop Kaur

 

    Estamos em março, onde se comemora o “Dia Internacional da Mulher”. Este dia foi criado pela ONU, em 1977, com o objetivo de lembrar a luta das mulheres por igualdade ao longo do tempo. E continuamos lutando!
    É muito estranho, apesar de necessário, ter um Dia da Mulher para fazer a sociedade refletir sobre direitos femininos, feminicídio e outros assuntos relacionados.
    Todas as pessoas nascem de uma mulher. Reflitam um instante: se todas mulheres se recusassem a parir, o que aconteceria? Simplesmente a espécie humana seria extinta!
    Então, só por este fato, simbólica e praticamente, é incontestável o poder feminino para mover e dar continuidade ao mundo. E só por este fato, a mulher, diariamente, deveria ser enaltecida e RESPEITADA!
    O maior problema é que muitas mulheres estão bastante afastadas de sua verdadeira natureza, que inclui o arquétipo da Shakti, a Criadora e da Deusa, a Poderosa.
    "Glorifique a si mesma. Você nasceu para comandar. Este é o papel da Criação. Você é ashtabhuja bhagautee. Você é a doadora, o nascer das oito facetas: quatro lados, o topo, a base , o tempo e o espaço – oito. Você foi e sempre será e é o único modo que isto é."-Yogi Bhajan.
    Milhares de anos de “fake news” , falando de nossa fragilidade, insegurança, e inferioridade e, o pior, tornando isto real através de atitudes cotidianas, contaminaram nossa psique que acabou registrando isto como “verdades”.
    É hora de renascer! É hora de despertar! É hora de acreditar em nossos potenciais e talentos! Como disse Yogi Bhajan, na citação, é hora de entendermos que somos Durga, a que tem oito braços e monta um tigre! O mundo precisa de nós!
    É hora de buscar uma nova forma de viver em harmonia. Afinal, o dominante poder masculino, que incluiu prioritariamente o arquétipo do macho, , não conseguiu construir um mundo igualitário e de paz.
    Convidamos, nesta nova caminhada, a polaridade masculina a desenvolver seus outros arquétipos menos danosos para o mundo que o do macho conquistador.
    Que o guerreiro, de coragem real, possa se sobrepor ao macho, poderoso na fachada, mas que esconde, por trás, a máscara da insensibilidade e insegurança.
    E assim, juntas, as polaridades masculina e feminina possam se complementar em doce harmonia.
    Que o mundo seja um lugar agradável para homens e mulheres, que as crianças tenham assegurado o direito de crescerem saudáveis, felizes e íntegras. Que antes de nos identificarmos como grupos separados por gêneros, possamos entender que somos a espécie humana, tentando salvar a Terra da insanidade e da destruição.

culinária terapêutica

Please reload

Posts em destaque

Tratamento da Insônia - Plantas Medicinais

27/03/2018

1/6
Please reload

Posts recentes